Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Edição 10 - março - 2009 - Respeito no Ambiente de Trabalho

Sabemos que o respeito é a base para a construção de um mundo melhor em todos aspectos. No ambiente de trabalho, contudo, ainda é comum perceber que o conceito de respeito é confundido com o conceito de subserviência. Este é um ranço que herdamos em face do padrão estabelecido nas relações do trabalho ao longo dos séculos.

A sociedade moderna, porém, tem demonstrado que o respeito recíproco é um forte aliado da produtividade na empresa. Para tanto, é preciso estar atento o tempo todo, procurando sempre respeitar o ambiente interno e externo em que estamos inseridos, enxergando nossos limites e respeitando o colega de trabalho como um verdadeiro ser humano.

Todos merecem o devido respeito: desde o porteiro até a diretoria da empresa, afinal de contas este é o conceito de parceria que visa reunir pessoas com natureza, formação e cultura tão distintas com a finalidade de atingir um objetivo comum.

Que não se confunda o espírito de parceria, baseado no respeito, com o espírito de parceria baseado na camaradagem. Numa empresa, ninguém está fazendo favor para ninguém, cada um possui metas a serem cumpridas às quais corresponderá uma remuneração pré-determinada. Um clima de camaradagem propicia certas brincadeiras que, no ambiente de trabalho, podem ser altamente perniciosas. Por isso,  alertamos nossas empresas para que saibam distinguir o que é respeito do que é amizade.

É muito importante que percebamos os nossos empregados como  seres humanos que merecem respeito ao jeito de ser em razão da natureza, da formação ou da cultura de cada um. Por outro lado, também é muito importante que se exija do empregado o respeito às regras da empresa, o respeito ao seu patrimônio, às ordens hierárquicas e, também, para com o uniforme, o EPI e as ferramentas de trabalho.

A importância de se difundir o conceito de respeito no trabalho em conjunto com os valores necessários à construção de uma pessoa melhor  é imprescindível para que cada empregado aprenda a valorizar a empresa, os colegas e, também, a si próprio. O investimento do gestor de pessoal em tais valores fará com que o ambiente de trabalho na empresa seja pautado em um clima de dignidade, atenção, zelo e educação.

É oportuno observar que a ausência de respeito gera um estresse desnecessário e muito improdutivo. Quando o ambiente é de arrogância, humilhação, descaso com os direitos mais básicos e, sobretudo, descumprimento das normas legais a empresa obtém, como resultado, um empregado que não se compromete com suas atividades, atribuições e/ou funções, não se empenha em usar a melhor técnica, nem evita o desperdício, não faz "aliança" com a empresa, nem compartilha boas idéias ou boas atitudes com a equipe.

De outro lado, quando se tem respeito, o ambiente de trabalho fica harmonioso e alegre, prevalecendo a transparência, a sinceridade e a verdade entre os seus componentes, pessoas que se sentem valorizadas e satisfeitas.

Quando criamos em cada departamento esse clima favorável, obtemos um comprometimento e um envolvimento cada vez maior do empregado nas atividades da empresa. Obtemos o engajamento do empregado no trabalho em prol da busca incessante por melhores resultados e, por conseguinte, maior produtividade. Só a partir de um gestão inteligente como esta é que as empresas poderão, efetivamente, chamar os seus empregados de “parceiros”.

Tente zelar pela agregação de valores mais elevados na relação de trabalho e faça parte do time que torce pela melhoria do mundo.

Por Soraya dos Santos Pereira
Assessora Jurídica do SICEPOT-PR

Enviar esta página Versão para impressão
Veja mais: Boletim RH
Boletim RH - Edição 27 - Fevereiro - 2011 - Ponto Eletrônico e seus mitos
Boletim RH - Edição 26 - novembro - 2010 - Compensação da Dispensa do Fim de Ano
Boletim RH - Edição 25 - julho - 2010 - Informa o fechamento da CCT entre o SICEPOT-PR e o SINTRAPAV
Boletim RH - Edição 24 - Junho - 2010 - Como proceder diante da Ausência de Convenção Coletiva de Trabalho na data base da categoria
Edição 23 - Março - 2010 - Implicações do alcoolismo no trabalho e os cuidados que a empresa deve adotar em relação a este assunto tão delicado
Boletim RH - Edição 22 - Fevereiro - 2010 - Programa Empresa Cidadã e a Prorrogação da Licença Maternidade
Boletim RH - Edição 21 - Dezembro - 2009 - Final de Ano Atenção ao período de Férias Coletivas e Individuais
Boletim RH - Edição 20 - dezembro - 2009 - Mais alguns alertas sobre o FAP
Boletim RH - Edição 19 - novembro - 2009 - Mais algumas informações sobre o FAP
Boletim RH - Edição - 18 - outubro - 2009 - Impacto da Redução de Jornada Fique Alerta!
Edição - 17 - setembro - 2009 - Obrigatoriedade da Contribuição Sindical
Edição - 16 etembro - A Importância do Controle da Jornada de Trabalho
Edição - 15 - agosto - 2009 - Trabalho Autônomo e Vínculo Empregatício
Edição 14 - julho - 2009 Adicional de Periculosidade
Edição 13 - maio - 2009 Preparando-se para a Data Base
Edição 12 - maio - 2009 Indenização Adicional nas Rescisões dos Contratos de Trabalho...
Edição 11 - abril - 2009 - Transferencia do Local de Trabalho
Edição 07 - janeiro - 2009 - Ausências Legais - Motivos que impedem o desconto da falta ao serviço
Edição 09 - fevereiro - 2009 - Duração da Jornada Normal de Trabalho
Edição 08 - fevereiro - 2009 - Cesta Básica
| Página 1 de 2 | Próxima »


Cadastre-se aqui para receber nossas novidades em seu e-mail:

© Copyright 2009 | SICEPOT - PR Avenida Presidente Getúlio Vargas, 4250 - Vila Izabel
CEP: 80240-041 - Curitiba / Paraná - Fone: (41) 3069-1120 - (41) 3153-1101
Desenvolvido por InternetStyle | 2009