Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
28.07.2009 |
Gestão em Saúde e Segurança do Trabalho

Junho | Julho de 2009
A questão dos riscos trabalhistas é o destaque deste informativo ? que é ofertado às indústrias pelos Sindicatos Empresariais, através do Sesi Paraná. Iniciamos nesta edição uma série de matérias sobre o tema. Conheça cases de empresas que implantam ações para melhorar a saúde do trabalhador. Confira notícias do Cartão Sesi e da metodologia do Fator Acidentário de Prevenção (FAP)

PREVENÇÃO DE RISCOS
Empresas podem evitar condenações trabalhistas
A Justiça Trabalhista está cada vez mais exigente com os empregadores e é fundamental que as empresas estejam preparadas com todos os meios para comprovar as ações realizadas para proteger os trabalhadores. Não é difícil encontrar empresas que, mal orientadas, acabam gerando provas contra elas mesmas. Também existem casos em que as empresas fazem corretamente as ações, mas não tem comprovação, pois não documentam de forma correta o que fizeram.

Uma correta Gestão em Saúde e Segurança é o caminho para eliminar problemas e evitar desembolsos pesados com condenações trabalhistas. Um modelo eficiente de Gestão em SST tem como três grandes pilares, ou etapas, que devem ser implantadas de forma integrada e muitas vezes simultânea.

Evidência técnica da existência dos riscos ? em que a empresa identifica, quantifica e qualifica os riscos existentes no ambiente de trabalho.

Medidas de Controle ? formas que a empresa utiliza para fazer prevenção, controle e eliminação dos riscos identificados na fase anterior.

Controle Documental ? formas como as empresas devem arquivar documentos, bem como identificar o que deve ser arquivado.

Primeira etapa: instrumentos de identificação de riscos

A partir desta edição, o informativo Saúde e Segurança na Empresa passa a detalhar cada um desses pilares, começando pela etapa de identificação dos riscos. As orientações são da equipe de consultores do Sesi-PR, que nos últimos anos vêm aplicando, em parceria com os sindicatos empresariais, a Clínica Social ?Como evitar Condenações Trabalhistas?.

Nesta primeira etapa, a empresa faz a medição dos riscos e a comparação de sua situação com o permitido pelas Normas Regulamentadoras

São instrumentos de identificação riscos: PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais); LTCAT (Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho), avaliações ambientais, entre outros.

Leia aqui artigo de consultores do Sesi Paraná com mais orientação e informações sobre o assunto.

SAÚDE E ESTILO DE VIDA
Diagnóstico do Sesi gera novas ações nas empresas
Com base nos resultados do Diagnóstico de Saúde e Estilo de Vida do Trabalhador da Indústria, realizado pelo Sesi, inúmeras ações estão sendo implantadas pelas indústrias para corrigir problemas de saúde e elevar a qualidade de vida de seus colaboradores. Confira algumas iniciativas e clique aqui para ler o case completo.

DM CONSTRUTORA DE OBRAS
Atividade física e controle da hipertensão
A DM Construtora de Obras , de Curitiba, implantou o programa Ginástica na Empresa, vai realizar o laudo ergonômico e a avaliação de saúde bucal dos trabalhadores. Já foi feita melhoria no refeitório e adequação da alimentação servida na empresa. Para reforçar o controle da pressão arterial, contratou um enfermeiro do trabalho para acompanhar e organizar dados de cada colaborador. ?Queremos reduzir em pelo menos 20% os índices insatisfatórios, como pressão arterial, colesterol, tabagismo , sedentarismo, entre outros ?, explica o gerente de Qualidade , Segurança, Meio Ambiente e Saúde da empresa, Rudimar Laurindo da Silva.


CRIVIALLI DO BRASIL
Alimento saudável e atendimento odontológico
O Diagnóstico apontou problemas de pressão, colesterol elevado e sobrepeso em muitos dos 200 trabalhadores da Criavilli do Brasil, fabricante de produtos de limpeza, de Maringá. A empresa mostrou-lhes o resultado, promoveu palestras de sensibilização e fez adequações na refeição: pouco ou nada de frituras, menos sal, porção individual menor e mais frutas e menos doces para sobremesa. Para corrigir o alto índice problemas bucais, a empresa solicitou do Sesi uma avaliação individual dos colaboradores. ?Chamamos um a um e os orientamos a aderirem ao Cartão Sesi, que permite um tratamento odontológico bem mais em conta?, diz a gerente de Recursos Humanos, Daniela Tivo.


LEGISLAÇÃO
Conselho de Previdência aprova último item do FAP
O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou dia 24 de junho a taxa de rotatividade, um dos itens da nova metodologia do Fator Acidentário de Prevenção (FAP). Esse é um mecanismo adotado pela Previdência Social para aumentar ou diminuir as alíquotas de contribuição das empresas ao Seguro de Acidente de Trabalho (SAT), em função dos índices de acidentalidade. A taxa média de cada empresa será calculada tendo como parâmetro a média dos dois últimos anos, sempre utilizando o mínimo do número de demissões ou admissões. Quando a taxa ultrapassar 75%, as empresas não serão beneficiadas com a redução do FAP. Clique aqui para ler matéria publicada no site do Sesi Nacional e reproduzida no site do Sesi-PR.

Qmovi: segurança em produtos químicos
Um exemplo de boa prática para garantir segurança dos trabalhadores e da empresa: a Qmovi, fabricante de dormitórios, de Arapongas, investiu na construção de uma estrutura exclusiva para armazenar produtos usados no processo de fabricação. O projeto já vinha sendo desenvolvido pela empresa e foi estimulado dentro das ações do programa Gestão de Pessoas, desenvolvido pelo Sesi-PR, que está sendo implantado na Qmovi e que busca melhorar a qualidade dos colaboradores, reduzindo riscos e aumentando a produtividade das empresas.

Área de produção da empresa

CARTÃO SESI
Mascarello inaugura consultório odontológico
O Sesi Paraná e o Grupo Mascarello, de Cascavel, inauguraram um consultório odontológico dentro da empresa para atender aos funcionários, através do Cartão Sesi. A empresa construiu a estrutura física e o Sesi entrou com os equipamentos e o profissional credenciado. São beneficiados 1.400 funcionários e seus dependentes. Na foto, o superintendente do Sesi-PR, José Antonio Fares, e a presidente da empresa, Iracelli Mascarello, com o presidente do Sindimetal-Oeste, Eliseu Avelino Zanella, e o diretor de Relações com Sindicatos e Coordenadorias da Fiep, Milton Wittig Bueno (direita), o diretor industrial da Mascarello, Jair Luiz Bez, e o gerente regional do Sesi e do Senai Oeste/Sudoeste, Ademir Vicente da Silva.

Personal Card é a nova operadora
O Sesi Paraná contratou a Personal Card para realizar a gestão integrada dos benefícios sociais, oferecidos através do Cartão Sesi. A iniciativa beneficia, de imediato, quase 30 mil usuários no Estado, propiciando acesso ao atendimento odontológico e compra de medicamentos em farmácias conveniadas. A migração da antiga operadora para a Personal Card será feita no próximo mês, sem qualquer transtorno para os usuários. Atualmente, 375 empresas oferecem o cartão para seus funcionários. A adesão é feita através dos sindicatos empresariais, parceiros do projeto.

CLINICAS SOCIAIS
Mais uma série de encontros, em agosto
O Sesi, em parceria com sindicatos empresariais e Coordenadorias Regionais da Fiep, realiza mais uma série de Clínicas Sociais ? encontros em que consultores da entidade levam aos empresários orientações sobre Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho. Na foto, a Clínica Social realizada no Sinduscon-PR, em Curitiba, sobre Responsabilidade Civil e Criminal em SST. Confira a programação, por tema:

Como evitar condenações trabalhistas em SST | Em julho, cinco eventos promovidos em parceria com o Sindimetal Maringá - Campo Mourão (dia 20) Cianorte (21) Umuarama (22), Paranavaí (23) e Maringá (24). O mesmo tema será tratado em Dois Vizinhos, dia 03 de agosto.

Nova Legislação Previdenciária (FAP/NTEP) | Loanda (dia 23.07) e Cascavel (04.08)

Responsabilidades Legais em SST e Legislação Previdenciária | Londrina- Sinduscon Norte (20.07)

Estratégia de Acompanhamento do PPRA e PCMSO | Sindimetal Curitiba (12 e 19.08)

Nos últimos meses foram realizadas Clínicas Sociais em Pato Branco e Francisco Beltrão (Sudoeste), em Irati, no Sinduscon Londrina e no Sinpacel Curitiba.

Toda empresa deve possuir o PPRA atualizado. Ou seja, toda mudança que implique na exposição dos agentes nocivos presentes no local de trabalho necessita de uma atualização do documento.

O cronograma de ações do PPRA deve ser preenchido e revisto periodicamente, o que significa que a empresa utiliza essa ferramenta como instrumento de gestão.

Toda empresa deve possuir laudos de avaliação ambiental ? relatórios contendo medições quantitativas da exposição a agentes presentes no local de trabalho. Essas medições podem, ou não, estar contidas no PPRA.

O PPRA atende as exigências do Ministério do Trabalho. O LTCAT atende as exigências da Previdência Social. A empresa poderá ter os dois documentos num único volume, desde que atenda todos os requisitos técnicos dos dois órgãos.

GESTÃO DE PESSOAS
Sesi-PR apresenta resultados do programa
O Sesi Paraná promove dia 28 de julho, na unidade CIC, um café da manhã com empresários e dirigentes de sindicatos empresariais de Curitiba e Região Metropolitana para apresentar-lhes os resultados do Programa Gestão de Pessoas. O programa oferta às indústrias consultoria, proposta de ações e indicadores, levantamento de potenciais riscos em saúde e segurança no trabalho e aperfeiçoamento das rotinas de administração de pessoal. É desenvolvido em parceria com os sindicatos e já está sendo implantado em indústrias de cal e calcário da Região Metropolitana de Curitiba, em moveleiras do polo de Arapongas e começa a ser implantado em indústrias de Francisco Beltrão, no Sudoeste do Estado.
--------------------------------------------------------------------------------
Boletim eletrônico Saúde e Segurança na Empresa - informativo mensal.
Diretoria de Comunicação e Promoção – Sistema Fiep. Jornalista responsável: Solange Patrício – Edição: Rosemeiry Tardivo – Designer: Flávio Ribeiro – Consultoria Técnica: Gerência de Saúde e Segurança no Trabalho - Sesi Paraná. Para dúvidas, críticas ou sugestões, escreva para imprensa@fiepr.org.br














Enviar esta página Versão para impressão
Veja mais Notícias:
22.07.2015 | NOVO PIL II
17.04.2014 | Convite - II Seminário da Construção Pesada
23.10.2013 | TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO
20.06.2012 | Alteração Telefone do Sicepot/PR
06.12.2010 | FELIZ NATAL E UM ANO NOVO DE MUITAS REALIZAÇÕES!
05.11.2010 | Nota de Falecimento do Sr. Idilson Vieira da Silva
21.09.2010 | Decisão do Mandado de Segurança impetrado pelo SICEPOT/PR sobre o FAP e o RAT
14.06.2010 | Decisão do TST do Dissídio Coletivo Fetropar
15.01.2010 | Importância da Contribuição Sindical
15.12.2009 | A Democracia e seus desdobramentos nos Poderes Executivo e Legislativo Paranaense
14.12.2009 | O SICEPOT/PR deseja a todos um Feliz Natal e um Prosperíssimo 2010
17.11.2009 | FAP / NTEP - Como Reduzir a Alíquota da sua Empresa
06.11.2009 | Complementação do Boletim RH - Edição 19
05.11.2009 | DNIT defende descentralização de controle ambiental em rodovias
21.10.2009 | Impacto da Redução de Jornada - Fique Alerta!
21.10.2009 | A APLICAÇÃO DO NEXO TÉCNICO EPIDEMIOLÓGICO PREVIDENCIÁRIO E SUAS IMPLICAÇÕES FINANCEIRAS
20.08.2009 | O Sicepot faz parte do Comitê Revisor de Preços de Obras do Estado do Paraná
10.07.2009 | BJ TRIBUNAIS SUPERIORES
29.05.2009 | Projeto de Emenda Constitucional
27.05.2009 | Incentivos Fiscais
| Página 1 de 4 | Próxima »


Cadastre-se aqui para receber nossas novidades em seu e-mail:

© Copyright 2009 | SICEPOT - PR Avenida Presidente Getúlio Vargas, 4250 - Vila Izabel
CEP: 80240-041 - Curitiba / Paraná - Fone: (41) 3069-1120 - (41) 3153-1101
Desenvolvido por InternetStyle | 2009