Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Adicional de Insalubridade

Tendo em vista a aprovação da nova redação da Súmula 228 do TST, que alterou a base de cálculo do adicional de insalubridade passando a ser calculado sobre o salário do empregado, a Confederação Nacional das Indústrias – CNI, no dia 11.07.2008, interpôs uma AÇÃO de RECLAMAÇÃO com pedido LIMINAR junto ao Supremo Tribunal Federal com o objetivo de suspender liminarmente a eficácia da Súmula 228 do TST e a sua posterior cassação. No dia 15.07.2008 o Supremo Tribunal Federal DEFERIU A LIMINAR, suspendendo a aplicação da Súmula 228 do TST na parte em que permite a utilização do salário básico para calcular o adicional de insalubridade. Segue em anexo a Ação de Reclamação.

Enviar esta página Versão para impressão
Veja mais: Artigos
Enquadramento Sindical
O Estado receptador de obras subfaturadas
O que se deve saber sobre a Contribuição Sindical Patronal
Responsabilidade Solidária em Contratos de Obras Públicas
Programas de Medicina e Segurança de Trabalho
Direito do Consumidor na Construção Pesada
Contribuição Sindical Versus Contribuição Negocial
Dano Moral na Justiça do Trabalho
Certidão Negativa de Débitos Trabalhista
ROTEIRO DA CONCESSÃO DE FERROVIAS – FASE 1 (DEFINIÇÕES)
Bota-fora Solução para obra ou crime ambiental
Obrigatoriedade da Contribuição Sindical Patronal
CONTRIBUIÇÃO SINDICAL x ANUIDADE DE CONSELHO PROFISSIONAL
Apresentação Sicepot Regismes Contratação
O futuro das médias empresas
Parceria Pública Privada
Informativo Concessões
ATESTADO DE CAPACIDADE TÉCNICO OPERACIONAL DA LICITANTE


Cadastre-se aqui para receber nossas novidades em seu e-mail:

© Copyright 2009 | SICEPOT - PR Avenida Presidente Getúlio Vargas, 4250 - Vila Izabel
CEP: 80240-041 - Curitiba / Paraná - Fone: (41) 3069-1120 - (41) 3153-1101
Desenvolvido por InternetStyle | 2009